O que é saúde mental? Saiba 16 dicas para cuidar melhor da sua mente

A saúde mental é tão importante quanto a saúde física, por isso devemos tomar alguns cuidados para não nos descuidarmos e manter nossa mente em forma e saudável, melhorando assim, nossa qualidade de vida. E melhorar sua saúde mental é se preservar de qualquer mal estar psicológico, é saber lidar com velhos e novos sentimentos, facilitando a maneira como você reage às situações e dificuldades, tendo mais controle sobre suas emoções, se relacionando melhor com os outros, sem esquecer de cuidar de si mesmo.

O QUE É SAÚDE MENTAL?

Saúde mental é um termo usado para descrever o nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional. A saúde Mental pode incluir a capacidade de um indivíduo de apreciar a vida e procurar um equilíbrio entre as atividades e os esforços para atingir a resiliência psicológica. Admite-se, entretanto, que o conceito de Saúde Mental é mais amplo que a ausência de transtornos mentais.

Secretária da Saúde

O estresse cotidiano afeta demais a saúde mental. Se não estamos estressados, estamos ansiosos pensando no amanhã ou então estamos presos ao passado, amargurados com eventos ruins não superados. A cada 100 pessoas, 30 sofrem ou sofrerão de problemas com a saúde mental, e 12 já apresentam uma doença mental grave. A depressão é a doença mais comum, e isso não quer dizer que ela é leve, ao contrário, ela é a maior debilitante, atingindo não só a saúde mental como também a saúde física, além de ser a maior causa de afastamento do trabalho, isolamento social e suicídio.

Ao longo da vida, todos nós podemos ter nossa saúde mental afetada em maior ou menor grau. Algumas fases significantes podem ser mais propícias à isso, como: a entrada na adolescência, dificuldades na escola ou no trabalho, início da menopausa, divórcio, desemprego, aposentadoria, perda de um ente querido. Além disso, os fatores genéticos, infecciosos e eventos traumáticos são de extrema importância no surgimento de doenças mentais mais graves.

O que é saúde mental? Saiba 16 medidas para cuidar melhor de sua mente - blog de psicologia Melkberg - saúde mental - melhor - vida - mente - problemas - humor - cérebro - ajuda - estresse

16 DICAS PARA CUIDAR MELHOR DA SUA MENTE

1 Não se isole e melhore suas habilidades sociais. Por mais que existam pessoas introspectivas que curtem ficar sozinhas, reforçar os laços familiares e de amizade são benéficos à saúde mental, também participe de conversas construtivas e se afaste de fofocas.

2 Se distancie de pessoas que te fazem mal e te colocam para baixo. Pior que estar só, é se relacionar com pessoas abusivas, ou seja, aquelas que podem te agredir psicologicamente ou fisicamente. Não reforce laços de amizade ou namoro com aqueles que estão sempre te criticando e te fazendo se sentir incompetente, isso acaba com a autoestima de qualquer um, nunca se sujeite a isso, mesmo que seja vindo de um familiar.

Levante a cabeça! Já reparou como você anda? Quando estamos felizes andamos de cabeça erguida, com segurança e isso desperta a vontade dos outros de estarem perto de você. Por isso, mesmo que agora, você não esteja com bom humor, se esforce para andar como se estivesse bem. Uma pesquisa publicada no Journal of Behavior Therapy and Experimental Psychiatry revelou que andar com os ombros caídos, sem movimentar os braços, afeta nosso humor negativamente e as pessoas ao redor acabam nos julgando como alguém negativo. Lembre de erguer a cabeça e os ombros, é simples e funciona!

4 Dialogue consigo de modo positivo. Todo mundo faz isso, esse ato se chama “solilóquio“. Ao invés de pensar em eventos ruins que se foram ou focar em suas inseguranças e em pessoas que te perturbam, pratique um solilóquio positivo, pense em algo bom, seja mais esperançoso e acredite que é capaz de conseguir alcançar o que almeja, essa postura já é um grande passo para ter uma boa qualidade de vida. Não seja tão rígido e cruel com a sua pessoa, se fosse um melhor amigo seu te pedindo um conselho, tenho certeza que você não falaria do mesmo jeito que conversa consigo mentalmente.

5 Se você tem dificuldades de perceber as coisas boas em sua vida, escreva todas suas conquistas em um papel e depois pratique diariamente essa atividade, mesmo com pequenas coisas positivas, como estar bem de saúde, experimentar uma comida boa, ter uma conversar agradável com alguém e etc. Desse modo, perceberá que seus dias não são tão ruins como imagina, se tornando uma pessoa mais grata e com melhor humor. Você também pode escrever sobre seus sentimentos em um diário e isso poderá aliviar sua angústia ou enxergar melhor sobre tudo que está ocorrendo em sua mente.

6 Use menos as redes sociais e seja menos ansioso, se concentre no momento em que está agora para depois pensar no que vem a seguir, preste atenção no ambiente, nas pessoas e nas sensações físicas, pare de pensar nos seus problemas e no que precisa fazer. Se você for surpreendido por um pássaro lindo na sua frente, admire ele e não corra atrás da sua câmera para ganhar likes.

7 É bom desligar às vezes do automático em suas ações, por exemplo, mudar o caminho para casa, pode estimular o cérebro a fazer novas conexões e formar células extras. Melhor que isso, é aproveitar a oportunidade de fazer um caminho mais bonito que tenha maior contato com a natureza, ou mesmo, olhar para o céu, observar as estrelas, a Lua… Quantas vezes nos esquecemos disso? Não dispense esses momentos breves, porque eles nos revitalizam, até os mais urbanos devem aprender a gostar e admirar a natureza, afinal viemos dela.

8 Faça pelo menos 30 minutos de exercício (dança, caminhada, esporte, etc) para seu corpo liberar endorfina, aliviar o estresse, ansiedade e melhor o humor, se conseguir fazer isso se expondo ao Sol, melhor ainda, porque a exposição ao Sol ajuda na produção de vitamina D que aumenta a serotonina no cérebro, produzindo um efeito calmante e fazendo também bem ao seu organismo.

9 Desenvolva o hábito de meditar. A meditação ajuda na concentração, o que torna a sua mente mais saudável. Encontre um lugar tranquilo e medite mesmo que seja apenas por 15 minutos, aproveita o tempo que tem disponível, sente-se confortavelmente, escute sua respiração, liberte seus pensamentos e concentre-se naquilo que deseja de bom para o seu dia.

10 Mantenha-se intelectualmente ativo. Quando crianças jogamos jogos de raciocínio lógico e depois isso tende a diminuir até parar, por quê? Continue jogando, melhore sua concentração, raciocínio, se desafie e exercite seu cérebro! A partir dos 27 anos, nossos neurônios começam a morrer, sabia disso? Então para renovar eles, aprenda também algo novo como um idioma ou instrumento musical, isso muda a sua vida, te rejuvenesce. Não deixe que o passar dos anos, prejudique ainda mais a sua atividade mental.

11 Ria mais, pode ser difícil quando estamos triste ou com depressão, mas tente dar oportunidade para que seu sorriso se abra mais e você consiga soltar uma gargalhada. Faça isso sempre que possível, não se trave e se feche em sua tristeza. Toda vez que você rir, seu cérebro libera dopamina, a substância química que produz sentimentos de felicidade, além das endorfinas que são nossos analgésicos naturais e também o óxido nítrico que melhora o sistema imunológico, nos protegendo de doenças.

12 Se afaste do estresse e pare de se preocupar demais. Naqueles momentos em que tudo parece estar muito pesado, procure se afastar um pouco até se sentir melhor, leia um livro, escute uma música, curta ficar sozinho de vez em quando, mesmo que seja por pouco tempo. Pensar muito numa questão que você não pode fazer nada a respeito, não vai mudar o resultado, portanto é inútil e gera mais estresse.

13 Uma coisa de cada vez, não procrastine. Não adianta querer resolver o mundo em um dia ou colocá-lo em suas costas. Primeiro suas prioridades, realize suas tarefas dividindo nos dias da semana e conforme for conseguindo resolver, risque elas em um papel. Tenho certeza que isso vai te trazer uma leveza espontânea e você se sentirá capaz de realizar mais e ajudar o próximo também. Nem sempre podemos fazer só aquilo que nos agrada, e resolver as responsabilidades mantém a mente livre de ansiedade. Se existe algo em mente que precisa fazer, não pense muito, vai lá e faça! Depois da obrigação, curta a recompensa…

14 Durma bem. A privação do sono reverte em mau humor, por isso crie o hábito de dormir no mesmo horário, desligue a tv e saía do smartphone pelo menos uma hora antes de se deitar. Garanto que ao acordar, estará mais disposto, menos irritado e mais concentrado. Caso tenha problemas com insônia ou outro tipo de perturbação do sono, procure ajuda médica.

15 Não reforce pensamentos preconceituosos, considere a possibilidade de fazer terapia. Qualquer ser humano tem problemas e quando os problemas estão pesando demais ou você se sente perdido, deseja se auto conhecer e se relacionar melhor com as pessoas, nada mais adequado que fazer uma terapia como a análise. Todos nós precisamos de orientação, isso nos ajuda muito e não significa fraqueza, ao contrário, significa que você é forte para procurar a solução e o crescimento pessoal.

16 Consulte um psiquiatra, diante dos sinais e sintomas que geram grande perturbação emocional. Com a mesma importância que devemos estar em dia com a saúde física, a mental não é diferente e nem pode ficar para trás. Se for necessário o uso da medicação, não hesite e faça como o médico prescrever, assim como existem remédios para qualquer disfunção do organismo, o cérebro também precisa quando necessita.

O que é saúde mental? Saiba 16 medidas para cuidar melhor de sua mente - blog de psicologia Melkberg - saúde mental - melhor - vida - mente - problemas - humor - cérebro - ajuda - estresse

Não se sinta culpado se você não se encontra em bem psicologicamente, a vida é feita de dias bons e ruins, o que podemos fazer para facilitar o enfrentamento de situações chatas e estressantes é implementar aos poucos esses pequenos hábitos na rotina para melhorar a qualidade de vida e preservar a saúde mental de qualquer malefício. Ufa! Foram muitas dicas… Se você gostou do post, não esqueça de curtir, comentar e compartilhar com seus amigos *•*

4 comentários sobre “O que é saúde mental? Saiba 16 dicas para cuidar melhor da sua mente

  1. Olá, muito interessante seu texto.
    Li um livro ano passado que falava da relação entre saúde mental e física, o quanto elas estão totalmente ligadas, exercendo influências entre si.
    Isso me gerou várias reflexões, e percebemos o quão complexo nós humanos somos, tudo em nós, apesar de nossas várias “divisões”, se unificam em um todo.
    Por mais que cada área de estudo se especifica em uma “parte” de nós, a compreensão só vem quando se analisa o todo.
    É interessante pensar que para manter a saúde física não adianta apenas uma boa alimentação, mas também requer uma estabilidade emocional.
    Então temos nossas emoções influenciando diretamente a parte orgânica de nosso corpo, e isso vai de encontro com um texto que escrevi sobre a objetividade da moral.
    Pois existem muitas linhas de pensamento que diz que a moral é relativa, ou seja, a moral não tem um padrão unânime a ser seguida, ela é baseada na ótica de cada um, conforme o tempo e cultura, e não temos como dizer o que é bom ou o que é ruim, não existe verdade absoluta, já que tudo é interpretação pessoal.
    Mas aqui temos um problema, se a moral é relativa e não objetiva, porque nosso corpo para funcionar bem necessita de sentimentos/emoções boas, atitudes positivas, uma vida moralmente saudável? É uma reflexão a se fazer.
    Vemos que existe uma objetividade da moral, ações boas geram saúde física em nosso corpo, de forma resumida, para nosso corpo funcionar bem, ele precisa de uma saúde mental estruturada no amor, e a prática da moral/ética está ligada a tudo isso.
    Negar a objetividade do amor/da moral, é negar a própria biologia do corpo, é negar a nós mesmos.
    Indo mais além, não é apenas a prática do amor/fazer o bem, mas a intenção dela, a motivação. No livro que li tem uma aparte que se diz: “Os efeitos integrais do processo de transformação mental, energético, neurológico, hormonal e imunológico, só serão observados em quem realmente fizer o bem pelo bem”.
    Se moral fosse relativa as emoções/práticas ruins não teriam efeitos em nós, outro trecho do livro se diz: “Os avanços da medicina revelam que, quando nutrimos pensamentos contrários ao amor, enfraquecemos nosso organismo físico e psicológico. No início, os sintomas dessa atitude são quase imperceptíveis, mas vão se consolidando no decorrer do tempo em nosso organismo, até se manifestarem através do aparecimento de uma série de doenças.”
    E o mais complexo e incrível de tudo, é que se pegarmos a música/harmonia como elemento fundamental para a construção do DNA humano, percebemos que não apenas as emoções estão fortemente ligadas e influenciam o físico de nosso corpo, mas também a melodia, a música faz parte da ação, e percebemos que assim como num teatro, cada personagem/fala/ação devem estar perfeitamente alinhados para tudo ocorrer bem.
    A música mexe com nossas emoções, que consequentemente altera nosso corpo biológico.
    É impressionante você ver tudo isso ligado e tendo que funcionar em perfeita sintonia, e o quão complexo nós somos, isso tudo é maravilhoso, tem um significado por traz, tenho certeza, sei que um dia teremos mais compreensão sobre nós.
    E não podemos esquecer que as cores também exercem influencia, tem estudos mostrando que as cores tem um forte impacto em nosso cérebro, mas ainda preciso estudar mais sobre esse tema.
    Vi uma entrevista uma vez com uma pintora, se não estou enganado foi com a desenhista Nina Pandolfo, em que ela diz que cores leves e claras pode trazer em nós sensações de tranquilidade e paz.

    Gostei do estudo que você citou, “Uma pesquisa publicada no Journal of Behavior Therapy and Experimental Psychiatry revelou que andar com os ombros caídos, sem movimentar os braços, afeta nosso humor negativamente e as pessoas ao redor acabam nos julgando como alguém negativo. Lembre de erguer a cabeça e os ombros, é simples e funciona!”
    Impressionante como um simples gesto tem impacto em nossa emoção/humor. Acho isso tudo grandioso de mais.
    O fato é que o ser humano é complexo, e só iremos nos entender quando entendermos o todo que nos influencia, pois tudo a nossa volta tem um significado.
    Ótimas dicas de como ter uma boa saúde mental, nem sempre é fácil colocar em prática, mas é preciso o esforço, pois se todos seguissem cada uma das dicas que você passou, nos sentiríamos bem melhores. Uma coisa é fato, tudo que fazemos de bom, seja nas ações ou na forma como lidamos com nós mesmos, irá gerar resultados bons em nossa vida. Seja física ou emocional.
    Eu particularmente gosto bastante de sair para campos, próximo de rios, faço filmagens nesses lugares e publico num canal que criei.
    O que pensa sobre a questão da moral?

    Parabéns pelo texto, gostei muito de ler. Ótima matéria.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Para mim, cada sujeito é livre, podendo praticar hábitos saudáveis e mudar suas crenças segundo a percepção dos próprios efeitos gerados através de sua experiência e também tentar implementar algo em sua vida que pesquisas científicas constatam ser benéfico para a saúde mental e física, através dos resultados validados. A mente é subjetiva e cada um tem um estilo de vida, logo nem tudo vai funcionar para todos, em algumas circunstâncias, é preciso fazer sentido.

      Muitos fatores estão envolvidos na saúde do corpo e da psique e ainda seremos surpreendidos com novas descobertas. Também acredito no poder das cores, é só pensar como se sentiria, por exemplo, dormindo e acordando dia após dia num quarto pintado inteiro de uma só cor que provoca ansiedade ou tristeza em você, isso refletiria numa piora significativa do bem-estar.

      Obrigada por dividir uma prática realizada por você que gera boas sensações. O contato com a natureza pode ser transformador para muitas pessoas. Fico satisfeita que o post agradou :)

      Curtir

      1. Estou lendo um artigo sobre cores chamado “Simbiose entre Design e Emoção: será a cor o espelho da alma?”, e achei interessante esse trecho, mostra que o ambiente cultural muda a forma como interpretamos as cores, diferente da música por exemplo que é mais universal, por exemplos, melodias tristes despertam emoções tristes e nostálgicas independente da cultura, agora a cor amarela por exemplo pode ser vista de forma diferente dependendo de sua cultura. Muito interessante:

        Artigo – “Nesta mesma linha, Volvoka e seus colaboradores (2012) interessaram-se pela relação entre cor-conceito e cor-emoção, procurando diferenças culturais em relação às associações de cor e emoção: entre os 331 participantes dos Estados Unidos e os 154 participantes da Índia,
        concluíram que existem diferenças que podem ser culturais, dando o exemplo da emoção
        alegria – os participantes dos Estados Unidos associam esta emoção ao cor-de-rosa, enquanto
        que os da Índia associam à cor amarela. Há quem acredite que as cores podem transmitir e/ou
        afetar as nossas emoções (Volkova et al., 2012) e que, tal como as emoções, as cores são
        importantes para a tomada de decisões (Norman, 2003a; Ou et al., 2004), por isso, o estudo da
        ligação destas duas disciplinas pode ser útil para áreas como o design, pois permite deslindar
        que cores usar para suscitar um certo estado emocional, ou até para transmitir uma certa
        mensagem.”

        Essa é uma compilação de algumas composições instrumentais que faço, espero que goste:

        Curtido por 1 pessoa

      2. Já tinha ouvido falar sobre como determinadas cores despertam diferentes sensações e possuem diferentes representações de acordo com cada cultura, mas nunca estudei a fundo sobre isso.

        Achei bem pertinente essa diferenciação que você citou entre a música e as cores. Parabéns pelo trabalho! Muito agradáveis suas composições e a combinação que fez com as imagens :)

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s