Esfrie a cabeça, seja menos explosivo

Essa dica do dia é para todos, que por vezes tem seus momentos de explosão. Muitos de nós podemos perder a paciência em certas circunstâncias, sermos muito “cabeça-quente” e permanecer num estado de ansiedade e irritabilidade. “Esfriar a cabeça” pode ser algo difícil, mas deve ser tentado, da mesma forma que você não gosta de ser incomodado, ninguém é obrigado a conviver com suas chateações e seus problemas.

Controlar os seus impulsos e estar com a mente tranquila é satisfatório para você, e aos que estão ao seu redor. Mude seu astral e consiga pensar as coisas com mais calma e menos agressividade, desse modo, decisões são tomadas da melhor maneira, evitando  arrependimentos e desentendimentos futuros. Caso essas dicas não consigam proporcionar nenhuma mudança, o aconselhamento de um profissional, pode ser pensado. A agressividade faz parte de nossa natureza, mas comportamentos frequentemente instáveis, devem ser investigados.

Se você é alguém muito ansioso, sugiro que começa já segurando um pouco sua ansiedade e leia esse post antes de seguir as dicas. O post feito especialmente para você é esse aqui: ANSIEDADE – PARE E RESPIRE 

Esfrie a cabeça, seja menos explosivo - blog de psicologia Melkberg - ansiedade - dicas - mente - nervosismo - respiração

Ansioso(a), já leu o post linkado acima? Nunca pense que parar para estudar mais sobre o seu comportamento é uma perda de tempo, existem coisas que são melhor resolvidas e entendidas, quando pausamos um pouco e decidimos cuidar mais de nós mesmos. Agora, chega de papo e vamos as dicas!

Pode aparecer tolice, mas antes de tudo, respire! No ápice do estresse e ansiedade, o ideal é controlar sua respiração, preste atenção nos movimentos respiratórios. Quando estamos nervosos, respiramos rápido demais, exalamos mais do que inalamos, isso faz o coração acelerar os batimentos para acompanhar o nosso ritmo, o que é chamado de hiperventilação. O fundamental é desacelerar para o bem da sua saúde e encontrar a melhor técnica de respiração para você.

Afaste-se do ambiente que provocou sua explosão de comportamento, é melhor procurar um ambiente mais calmo para pensar melhor sobre o que provocou grande irritabilidade em você e assim, se preparar para evitar mais aborrecimentos.

Pratique o auto conhecimento para identificar qual situação faz você perder o equilíbrio, identifique e prepare-se para encarar sempre de forma saudável.

Está ansioso com alguma coisa e não sabe o que fazer? Então, escreva! Essa pode ser uma boa maneira para você conseguir entender seus próprios pensamentos. Ao colocar no papel seus sentimentos, o funcionamentos de sua mente e a causa de tanta preocupação pode aparecer bem diante de seus olhos, através das palavras.

Numa crise de ansiedade ou stress psicológico, hormônios como o cortisol e a adrenalina são alterados em relação ao nível, produzindo efeitos maléficos, como: dores musculares, enxaqueca, depressão, problemas de memória, tontura, nervosismo, náusea, palpitações, alteração de humor, medo, insônia, e etc. Portanto, ouça uma música relaxante ou aquela sua preferida, o que faz liberar a dopamina e serotonina, produzindo a sensação de prazer e elevando o seu humor. Além disso, se exercite para liberar a famosa endorfina, o hormônio do bem-estar.

Antes de falar, escute. Durante o nervosismo, muitas vezes, cometemos a falha de achar que temos sempre a razão. Estando certo ou não, escute o que o outro tem a dizer, tente abrir um espaço para conversa, para haver um acordo, evitando uma discussão desnecessária. No decorrer do diálogo, considere o que os dois já falaram e não apenas o que você disse, afinal isso não é um monólogo.

Gosta de café? Não precisa deixar de tomar, basta diminuir a quantidade para uma xícara por dia. Bebidas à base de cafeína (café, chá preto, refrigerante à base de cola) devem ser evitadas, pois aumenta o estado de ansiedade e alerta, devido à liberação de noradrenalina (neurotransmissor ligado a problemas de sono e regulação do ritmo cardíaco e da respiração) e estimula a descarga do cortisol (hormônio do estresse) intensificando o nervosismo e agitação. Prefira chás como camomila e erva-doce para relaxar. 

Faça algo diferente, aprenda um instrumento musical ou um novo idioma, mude o seu caminho para o trabalho, experimente uma comida nova, se divirta e toma um sol enquanto aprecia a paisagem. Uma saída da rotina, pode ser importante para mudar o seu estado emocional.

Busque técnicas terapêuticas alternativas como a ioga, meditação, acupuntura, shiatsu e outras aprovadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), essas terapias visam o bem-estar do indivíduo como um todo, ou seja, corpo, mente e alma.

Aceite e encare as suas dificuldades, seja uma pessoa com fé, nunca guarde sozinho o que está te incomodando e se encontra dentro de você. Fale tudo com seu psicoterapeuta. Depois de todas essas dicas, sempre pratique o exercício de lembrá-las. Será que vale a pena desgastar o seu corpo e sua mente, por algo que você já conseguiu identificar? ;)

 

 

Imagens – Pinterest 

 

Um comentário sobre “Esfrie a cabeça, seja menos explosivo

  1. Oi! Tudo bem?
    Hoje eu to passando pra dizer que sigo seu blog já faz um tempo e que agora criei um canal vinculado ao meu, para falar sobre o meu transtorno que é a bipolaridade. Caso você tenha interesse em se inscrever no canal, o link está no meu ultimo post. E caso você tenha também um canal, ficarei feliz em me inscrever nele.
    Te desejo um ótimo novembro.
    Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s