Síndrome Da Cabana: Conheça Os Sintomas Do Isolamento

Muito provável que sua casa seja o lugar que mais lhe proporciona segurança, paz e proteção. É nesse ambiente que existem e valem as suas regras, não há estranhos, você se sente a vontade para ser quem realmente é. Entretanto, se você gosta tanto de permanecer recolhido que só de pensar em sair de casa, já começa a ficar tenso e angustiado ou mesmo sentir seu coração disparar, então você pode estar sofrendo da Síndrome da Cabana.

O medo que te impede de querer sair de casa é provocado pelo isolamento social, portanto é de se esperar que devido ao período de pandemia que ainda estamos vivenciado, muitas pessoas apresentem os sintomas da Síndrome da Cabana. Esse termo surgiu em 1900, no norte dos Estados Unidos e foi criado para explicar a mudança de comportamento dos caçadores. Depois de permanecerem meses sozinhos em suas cabanas, esperando o rigoroso inverno passar, eles sentiam repulsa em retornar à civilização, ao contato social.

As primeiras semanas de isolamento social imposto pela pandemia do coronavírus foram sufocantes, muitos sentiram angústia em romper o contato com o mundo externo. Como as pessoas mais caseiras e introspectivas, se sentem bem no conforto do lar, elas lidaram melhor com a ideia de ter mais tempo para curtir seus hobbies e ter apenas a própria companhia ou de seus familiares.

Esse tempo de confinamento levou a vários questionamentos, teve quem se sentisse acolhido em casa, longe do risco de ser infectado pelo coronavírus, e quem foi afetado mais fortemente pelos efeitos da solidão.

O isolamento continua sendo a forma mais indicada para conter a proliferação do coronavírus. Com a flexibilização das normas, muitos já adaptados ao “novo normal” estão sentindo receio em voltar ao convívio social, o pânico está se apresentando em algumas pessoas de forma contrário ao início da pandemia.

Mesmo com a vacina para a doença do coronavírus (COVID-19) pronta, sem mais ameaças de contágio, ainda haverá a resistência em voltar a andar nas ruas. Nosso cérebro se ajustou ao confinamento, ao home office, a fazer compras pela internet e conversar online.

Qualquer mudança nos tira da zona de conforto, por isso há quem não deseje logo o fim do isolamento e não sinta falta da antiga rotina, justamente, porque o cérebro foi condicionado para suportar o confinamento. A Síndrome da Cabana não é um transtorno mental, é um fenômeno natural e psicológico, diante das circunstâncias, embora possa precisar buscar ajuda profissional e fazer um acompanhamento para lidar com pensamentos e sentimentos paralisantes e assim, tratar os sintomas. E quais são os sintomas?

Sintomas da Síndrome da Cabana

Angústia, sentimento desamparo, impotência e desconfiança (por muitas vezes tentando prever o futuro).

Alteração de humor (humor deprimido).

Dificuldade de manter atenção e motivação, problemas de memória.

Ansiedade (taquicardia, sudorese, tonturas, inquietação, irritabilidade, enxaqueca entre outros).

Distúrbios alimentares (alterar a ingestão de alimentos aumentando ou diminuindo a sua quantidade).

Alteração na rotina do sono (sonolência ou insônia).

Os sintomas da Síndrome da Cabana podem lembrar a Síndrome do Pânico. A diferença é que a Síndrome do Pânico leva o indivíduo ao isolamento, enquanto na Síndrome da Cabana ocorre o contrário. O isolamento que leva o indivíduo ao pânico.

wp-1602015221437.jpg

Obras do pintor russo Aleksêi Savrasov.

Fiquem ligados que eu farei outro post com algumas dicas para enfrentar a Síndrome da Cabana *•*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s