Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental

Parece uma relação distante essa entre abelhas, filosofia e psicologia, porém não é. Vejamos o porquê…. Existe um campo específico da psicologia voltado para as questões ambientais, chamado psicologia ambiental, que infelizmente por ser relativamente recente comparado a outros campos da ciência, não dão devida atenção como também não deram as abelhas e sempre rotularam a filosofia como papo de doido e “viajandão”.

PSICOLOGIA AMBIENTAL

O ser humano é influenciado por três fatores, são eles: a carga genética, as experiências ao longo da vida e…. o AMBIENTE em que vive. Sendo assim, nós somos afetados pela influência do ambiente e vice-versa, esse ambiente pode ser privado, público ou NATURAL. Desse modo, devemos pensar qual valor damos ao nosso ambiente, pois através disso que se dá a nossa relação com ele.

A psicologia ambiental deve então, focar no comportamento, percepção, interação do homem com o ambiente e nas futuras mudanças positivas do ser humano para tornar sua relação com o ambiente melhor. Ambientes caóticos interferem na saúde mental e no bem-estar de qualquer um. Sabendo disso, essa área da psicologia tem um papel fundamental na sustentabilidade, para que atitudes pró-ambientais e uma nova mentalidade ocorram através de um aprendizado que priorize o nosso meio ambiente e qualidade de vida. A partir daí, podemos iniciar o nosso pensamento sobre a importância das abelhas sobre nós, humanos.

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida

Recebemos notícias sobre a crescente morte das abelhas pelo mundo, aqui no Brasil o desaparecimento das abelhas já está ocorrendo em São Paulo. Por isso, que venho a este post, explicar o impacto da morte das abelhas na vida humana. Como uma abelha tão pequenina está ligada à nós e a nossa vida…

Se você tem medo de abelhas, pode mudar isso agora hehe, existem mais de 350 espécies de abelhas sem ferrão, totalmente inofensivas, então não machuque elas.

A principal importância das abelhas, está na polinização (transferência de células masculinas de uma flor para o órgão receptivo feminino de outra flor) e consequente diversidade vegetal. Esses pequeninos seres voadores são responsáveis por mais de 60% dos alimentos que consumimos diariamente, e fazem tudo isso de graça!

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida
Abelha polinizando uma flor de maracujá

Posto isto, a função mais importante das abelhas não é a produção de mel, como a maioria das pessoas imaginam, mas, sim, a reprodução de plantas através da polinização.

Se mais de 60% da nossa alimentação provém das plantas polinizadas, sem a polinização não teremos mais áreas verdes, plantas e nem animais, com isso eliminaremos todo o ecossistema, se continuarmos sem assumir nenhuma postura para mudar essa tragédia.

Pensando no desaparecimento das abelhas que está acontecendo em São Paulo, uma saída para esse problema crescente é cultivar abelhas nas cidades, a chamada “criação urbana de abelhas” ou “apicultura urbana”. Imagina cuidar de várias abelhas bonitinhas sem ferrão nenhum em sua varanda ou jardim… Se você pensa no meio ambiente e quer ajudar as abelhas, através do site sos abelhas sem ferrão, você pode ser um guardião das abelhas cultivando elas em suas colmeias, sendo voluntário do projeto ou fazendo doação.

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida

O contínuo o uso de agrotóxicos nas lavouras é o grande vilão desse triste história. Cerca de 27 países da União Européia proibiram o uso de agrotóxicos para reduzir as mortes das abelhas e além disso, eles cultivam colmeias nos prédios das principais cidades, como Paris. Já o Brasil, acaba de aprovar a flexibilização do uso de agrotóxicos, indo numa direção oposta a conscientização do meio ambiente, este é o nosso país que retrocede e trata as abelhas como pragas.

Se o nosso país continuar assumindo essa postura, grandes prejuízos num futuro BEM próximo ocorreram na agricultura brasileira, levando em conta que os prejuízos para as apiculturas estão acontecendo dia após dia. Com esses prejuízos, a economia logo será atingida, resultando o desemprego, a escassez de alimentos pela falta de polinização, doenças do corpo e da mente, extinção das abelhas e por fim, extinção da espécie humana.

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida

Os números são alarmantes, pois além do uso dos agrotóxicos, as abelhas também sofrem pela alta temperatura resultante do aquecimento global, no ano de 2016 foi constatado a morte de 40% das abelhas nos EUA e 50% na Europa.

Alguns países estão testando a polinização manual e os robôs abelhas para retardar os feitos dessa tragédia no ecossistema. Mais uma vez, isso é um retrocesso! O avanço da tecnologia não substitui a função das abelhas e os humanos não conseguem fazer o trabalho delas na mesma dimensão, além dos custos que isso tudo ocasionaria na economia do país.

Percebe como a morte de um ser tão pequenino, faz muita diferença em nossa vida? Sem elas, também seremos extintos! Cada animal tem sua contribuição para o ecossistema e por isso devemos logo salvar as abelhas.

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida

Como podemos criar um novo cenário em meio a esse caos e tragédia ambiental? Devemos educar as crianças para valorizarem o trabalho das abelhas, ampliar o número de informação sobre elas, divulgar os dados alarmantes, cultivar as abelhas, plantar mais árvores e flores para suprir as necessidades delas, protegê-las e assim, salvá-las!

FILOSOFIA AMBIENTAL

Existe um pensamento na filosofia ambiental que pede para que pensemos como uma montanha. Segundo, o ecologista norueguês Arne Naess para evitar uma catástrofe ecológica, temos que compreender que somos parte da biosfera, não somos separados da natureza, não podemos pensar apenas nas necessidades humanas, temos que considerar o mundo natural e entender nossa responsabilidade em relação aos outros seres vivos.

O ser humano está se tornando muito negligente e egoísta quando não quer perceber as implicações de suas ações para o meio ambiente, ele prefere se auto beneficiar imediatamente. Segundo Arne Naess, ampliar nossa identificação com lobos, sapos, abelhas, aranhas e até mesmo montanhas, torna a vida mais significativa e prazerosa, quando percebemos a imensidão do mundo natural.

O pensamento pelo futuro tem que ser leal à natureza.

Arne Naess 

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida

Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental - blog de psicologia Melkberg - abelhas - ambiente - filosofia ambiental - morte - polinização - psicologia ambiental - vida

Finalizando, eu sempre gosto de dar uma dica de material que vai além do post, pois a informação sempre será uma fonte de educação e conscientização, então sugiro o filme “Sonhos” de Akira Kurosawa que fala sobre a importância do meio ambiente, e também o livro “Tudo que deixamos para trás” que mostra os efeitos do desaparecimento das abelhas e ensina mais sobre elas, logo farei uma resenha desse livro, fiquem ligados *•* Se você gostou do post, deixa o seu like ou comentário para apoiar meu trabalho.

tudo-que-deixamos-para-tras_g

2 comentários sobre “Morte das Abelhas, Filosofia e Psicologia Ambiental

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s