Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa

Eu acredito que os sonhos sejam aqueles desejos desesperados do homem, que transbordam e aparecem em seu sono, e contudo apresentam sentimentos tão vivos que parecem experiências reais.

Akira Kurosawa

Um dos últimos filmes dirigidos por Akira Kurosawa, Sonhos (Yume, 1990) foi baseado nos próprios sonhos que o cineasta teve em diferentes momentos de sua vida. O filme é lindo e lírico, nos traz tranquilidade ao nos transportar para os oito sonhos, com as paisagens mais belas, são eles: Sol através da Chuva, O Pomar de Pêssegos, A Nevasca, O Túnel, Corvos, Monte Fuji Vermelho, O Demônio Chorão e por último, A Aldeia dos Moinhos de Água.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

Como vimos no post anterior, os sonhos dentro da psicanálise, se apresentam como um fenômeno psíquico, no qual conectamos nosso inconsciente pessoal (formado por experiências individuais guardadas em nossa mente) ao inconsciente coletivo, aquele composto por arquétipos e símbolos, que são figuras com significados entendidos mundialmente da mesma forma, como: a fada, a bruxa, a mãe, o anjo, o herói, etc.

Os arquétipos da raposa, morte, nômade, artista, vulcão, demônio, velho sábio, boneca e o soldado, são vistos no filme de Akira Kurosawa. Além disso, as experiências do cineasta se revelam nos oito sonhos, mostrando suas preocupações em relação ao passado, representadas pelos sentimentos de culpa e perda. Para entender melhor sobre sonhos na Psicanálise,clique aqui!

UM RESUMO DOS OITO SONHOS E SEUS ARQUÉTIPOS

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

SOL ATRAVÉS DA CHUVA Há uma antiga lenda japonesa de que quando o sol está brilhando através da chuva, as raposas se casam. Nesse sonho, fica claro que o prazer e a curiosidade de uma criança é mais forte que tudo, contrariando a vontade de sua própria mãe. O filho é avisado sobre o perigo de ser visto na floresta pelas raposas (kitsunes), mesmo assim, o menino não obedece e o pior acontece, agora ele vai ter que assumir as consequências do seu ato.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

O POMAR DE PÊSSEGOS Hinamatsuri, o Festival de Bonecas, ocorre tradicionalmente na primavera, quando as flores das pessegueiras estão totalmente abertas. Dizem que as bonecas que são exibidas nessa época simbolizam as pessegueiras e suas flores rosas. Durante esse festival, a família de um garoto, corta seu jardim de pessegueiras, fazendo com que ele sinta uma forte sensação de perda, ele começa a chorar e os espíritos das pessegueiras surgem para ele em uma dança melancólica.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

A NEVASCA Um grupo de alpinistas esforça-se para escalar uma montanha durante uma nevasca horrível. Devido aos fortes ventos, eles não conseguem enxergar direito e acabam se perdendo um do outro. Eles acabam desmaiando, o que dá a entender que todos morreram. De repente, uma estranha mulher (Yuki-onna da mitologia japonesa) aparece e ao perceber que o líder do grupo ainda está vivo, ela tenta atraí-lo e o envolve com uma echarpe prata, dizendo que a neve e o gelo são confortáveis, para que ele morra tranquilamente.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

O TÚNEL O capitão de um exército, ao entrar num túnel muito escuro, encontra um cão que ladra sem parar para ele, ao terminar a travessia do túnel, ele se depara com o yurei (fantasma japonês) de um de seus soldados que foi morto em combate. O capitão se sente culpado e revela ao soldado que ele não está vivo, e sim morto, pedindo para ele voltar à escuridão do túnel.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

CORVOS Um jovem pintor ao observar as pinturas de Van Gogh (interpretado por Martin Scorsese) no museu, consegue a mágica de entrar dentro das telas do grande artista, conversar com ele e experimentar as incríveis paisagens da Europa que motivaram as pinturas mais famosas do mundo.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

MONTE FUJI VERMELHO O Fuji entra em erupção, ao mesmo tempo, ocorre um incêndio em uma usina nuclear, provocado por falha humana. O homem responsável pela tragédia, diz preferir a morte rápida de um afogamento do que a lenta provocada pela radiação e pensa em se matar.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

O DEMÔNIO CHORÃO Ao caminhar, o viajante encontra um Oni (humano mutante com chifre, “demônio”), ele explica ao viajante que houve holocaustos nucleares que resultaram na perda da natureza e dos animais. O Oni se lamenta por ter sido um homem ganancioso no passado e como muitos, transformou o planeta Terra em um depósito de resíduos tóxicos.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

A ALDEIA DOS MOINHOS DE ÁGUA Um jovem mochileiro chega a um pacato vilarejo cercado por correntezas, lá não existia energia elétrica e tampouco urbanização. Um velho sábio diz ao mochileiro que as invenções humanas, tornaram as pessoas infelizes e o que importa para ter uma boa vida é ser puro e ter água limpa. Por isso, que as pessoas da aldeia decidiram abrir mão da tecnologia e do movimento das grandes cidades para retornar à uma sociedade mais feliz e limpa, em prol da saúde do corpo e espiritual.

Não precisamos de noites claras, assim não podemos ver as estrelas, noites devem ser escuras e dias claros.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

MINHA OPINIÃO SOBRE O FILME SONHOS

Sonhos fala muito sobre morte, mostrando as consequências dos maus hábitos humanos a longo prazo que degradam o meio ambiente, levando a extinção e mutação de espécies. O filme revela que o avanço na tecnologia leva à falta de sentido na vida e também como a rigidez da educação japonesa, se torna a principal responsável, pelas altas taxas de suicídio do Japão.

Muitas questões são discutidas através do simbolismo dos sonhos e os diálogos que neles ocorrem, nos fazendo refletir sobre: a importância de assumir as consequências dos nossos atos e erros, pedindo o perdão verdadeiro; a função do castigo e da hierarquia; os estragos do narcisismo e da vaidade do ser humano; e a crescente negação da natureza e aceitação da ciência.

Eles ainda demonstram seu poder como demônios

A morte discutida no filme é uma realidade e não um sonho, como parece. A humanidade está perto desse fim. Apenas, quando estamos nos caminhando para a morte, que percebemos o quanto real ela é, bem distante da ilusão de um sonho. A essência do ser humano está sendo perdida e modificada junto à degradação da natureza.

Esperar pela morte não é viver.

Existem cenas lindas que parecem sonhos e cenas terrível que são pesadelos. Esses pesadelos nos servem como um alerta, pois falam sobre atitudes ruins que estamos levando, sendo bem próximas da nossa realidade. A vaidade do ser humano e seu comportamento inconsequente se tornam o principal responsável pelos efeitos da poluição e desmatamento ambiental, resultando na perda da diversidade da fauna e flora.

A humanidade transformou o planeta em depósito de lixo tóxico

A audácia nos faz achar que não precisamos cuidar da natureza e que milagres ainda podem acontecer. Temos a falsa ilusão que a ciência tem o poder de resolver tudo, até coisas surgidas no começo do mundo, como se a ciência pudesse sempre inventar todas as soluções para nossos problemas. Os cientistas se acham espertos demais, mas estamos perdendo nosso mundo.

As coisas mais importantes para os seres humanos são o ar limpo e a água limpa e as árvores e as plantas. Tudo está sendo sujado, poluído para sempre. Ar sujo, água suja, sujando o coração dos homens.

Resumo: Filme Sonhos de Akira Kurosawa - blog psicologia Melkberg - resumo - Sonhos - filme - natureza - morte - Akira Kurosawa

Sonhos deve ser assistido quando você estiver bem tranquilo com boas energias, pois considero um filme sensível e subliminar, não adianta estar com pressa ou ansioso, que você não vai conseguir captar o sentidos dos oito sonhos.

Considerei os melhores contos, os quatro sonhos com as paisagens mais bonitas, os outros quatro são mais dramáticos e pesados. Vale a pena conferir essa sétima arte, as cenas são tão coloridas que parecem vivas na tela. Se você já está encantado por Sonhos, dê seu like, compartilhe ou comente para mim =ˆ•ˆ=

Vamos respeitar a nossa natureza, seus elementos e seu tempo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s