A Importância dos Sonhos na Psicanálise

Sonho é uma produção psíquica e subjetiva, criada através da relação do nosso mundo interior com o exterior, afim de regular e equilibrar nossa vida de todas preocupações e acontecimentos que tivemos durante o dia. Quando estamos sonhando, estamos nos comunicando com o nosso inconsciente pessoal e coletivo.

Lembra do post sobre o Iceberg de Freud? O inconsciente será o principal conceito para entender nossos sonhos, ele se localiza na camada mais profunda e maior do iceberg (mente). Além do inconsciente, o superego (atinge o nível pré-consciente e inconsciente do iceberg) entrará em cena também, impedindo que o conteúdo verdadeiro do sonho, seja revelado.

Se você chegou agora no Melkberg, seja bem-vindo! Para entender melhor os sonhos na Psicanálise, sugiro que leia antes estes postsPrimeira Tópica de Freud e Segunda Tópica de Freud.

Quando sonhamos, estamos conectados ao nosso inconsciente, desse modo, podemos entrar em contato com tudo aquilo que não temos lembrança e está escondido em nossa mente, pois foi recalcado no passado. Quando acordamos, lembramos somente do conteúdo manifesto, que é o sonho disfarçado pela censura do superego. O real conteúdo do sonho, se chama conteúdo latente, que representa a satisfação de um desejo (quase sempre de origem sexual) desconhecido para nós, para decifrá-lo é necessário a interpretação do sonho, através da análise (método de associação livre) para retirar a censura, produzida pelo superego e assim, vir à tona o verdadeiro significado do sonho.

Existe o inconsciente pessoal formulado por Freud, que seria formado a partir das experiências individuais que foram recalcadas, são em geral experiências ruins ou proibidas que justificam sentimentos desagradáveis, como a culpa e a mágoa. Diferente desse conceito do Freud, o inconsciente coletivo é formado de imagens e símbolos, denominados por Carl Jung como arquétipos, esse conteúdo é compartilhado e entendido mundialmente, da mesma forma. Esses arquétipos deram origem a muitos mitos. Exemplos de arquétipos: o herói, a bruxa, a morte, a deusa, a criança, a donzela, o malandro, o pai, a mãe, o mestre, etc.

Sendo assim, pessoas de culturas totalmente diferentes podem ter sonhos semelhantes, por isso que existem sonhos clássicos, formados por visões e experiências muito similares, que acompanharam até mesmo nossos ancestrais, o responsável é o inconsciente coletivo.

Como disse, os sonhos regulam e equilibram nossa vida. Segundo Carl Jung, os sonhos possuem uma função compensatória, por exemplo: você está num momento de muitas conquistas em sua vida, porém não soube lidar com o sucesso e assumiu uma postura muito arrogante perante as pessoas, então ao sonhar, você pode se enxergar menor que os outros ou ser humilhado e criticado, para que você repense sobre suas atitudes e consiga compensar esse desequilíbrio.

A construção dos sonhos nunca é clara e objetiva, os sonhos sempre são muito confusos e complexos devido aos mecanismos do inconsciente, que escondem tudo que nos é desconhecido, camuflando aquilo que rejeitamos, mesmo sem ter consciência, que reprimimos depois de uma experiência traumática no passado, como abuso sexual infantil, por exemplo.

Quanto mais absurdo for o seu sonho, mais forte é a ação do seu superego, a instância que representa as figuras de autoridade, reconhecidas por nós como os nossos pais e professores que nos educam e nos ensinam a sermos civilizados, para que conseguimos viver em sociedade e não fazer tudo que “dá na telha”, sabe? Portanto, o superego também é representado pela censura (como já vimos), a culpa e o medo da punição. Então, quanto mais forte for seu superego, mais reprimido você foi e provavelmente ainda é, tornando seus sonhos mais loucos, distorcidos e sem lógica aparente.

Os conteúdos que aparecem sob forma de sonhos, são de extrema importância e vale a pena você olhar com mais atenção e coragem, mesmo que seja desagradável, pois através da análise e trabalho onírico, seus sonhos podem ser interpretados, revelando muitas coisas sobre você e seu passado, favorecendo o autoconhecimento e a resolução de muitos conflitos psíquicos que até então eram desconhecidos por estarem guardados no seu inconsciente.

Espero que tenha ficado claro esse post e você não esteja confuso(a) como seus sonhos ˆˆ 

 

Arte de Vladimir Kush

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s