Imagine John Lennon, uma biografia resumida – parte 1

John Winston Lennon, conhecido por nós como John Lennon foi o maior ídolo do século XX e considerado a “cabeça pensante” dos Beatles, além disso ele era compositor, escritor e ativista pela paz. Nasceu em 9 de outubro de 1940 em Liverpool, Inglaterra. Seu pai Alfred Lennon trabalhava na marinha mercante durante a Segunda Guerra Mundial, ficando ausente por longos períodos. Sua mãe Julia Lennon, entregou John Lennon para sua irmã Mary e o cunhado George Smith cuidarem, após Alfred Lennon abandonar a marinha.

INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA TRAUMÁTICA

Seus pais se separaram quando John tinha apenas quatro anos de idade, eles forçaram para que o filho decidisse com quem queria ficar, algo muito cruel e egoísta de se pedir à uma criança. No começo, John escolheu o pai, mas quando viu sua mãe partir, mudou de ideia. Mesmo após essa escolha, a convivência com Julia não durou por muito tempo, logo depois ele acabou nas mãos de sua tia Mary Elizabeth Smith ou “Mimi” e o cunhado George Smith, pois Julia Lennon não tinha condições de criar o filho, e o pai Alfred Lennon que já era ausente, sumiu da vida de John e perdeu o contato.

Ele era muito engenhoso e sempre o líder. Sempre que se sentava, não desperdiçava um minuto…ele vivia desenhando, escrevendo poesia ou lendo, ele era um ótimo leitor. E ele cantava para si mesmo na hora de dormir.

Mary 

A mãe e tia de John moravam na mesma cidade, então Julia costumava visitar o filho, mas ela já havia feito outra família, enquanto isso John sentia cada vez mais o desamparo e a falta de amor. Sua mãe quem o ensinou a tocar instrumentos musicais, deu seu primeiro violão e apresentou o estilo de música rock’n’roll, que se tornou desde então, a paixão de John Lennon. 

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney
John e Julia Lennon

Algo delicado no passado do garoto de Liverpool, não é muito comentado, existe o relato de que sua mãe dormia com ele e ambos se deitavam muito próximos, o que deixava John desconfortável, pois ele desejava uma relação incestuosa com sua mãe após o ato de tocar acidentalmente no seio dela…

Lembrei da vez em que estava com a mão no peito de minha mãe, em 1 Blomfield Road. Eu tinha cerca de 14 anos. Faltei à escola, eu sempre fazia isso e ia para a casa dela. Nós estávamos deitados na cama e eu pensava, “Será que eu deveria fazer algo mais?” Foi um momento estranho, porque na verdade eu estava a fim de uma moça de classe baixa que morava do outro lado da rua. Eu sempre penso que deveria ter ido em frente — presumindo que ela tivesse deixado.

John Lennon

Quando adulto e casado com Yoko, John desabafou que teve desejos pela mãe e sua esposa o aconselhou a fazer terapia, foi o que ele fez depois disso. Para a psicanálise, durante a infância, o filho (homem) desejar a mãe é algo comum e natural do desenvolvimento psicossexual (idade de 3 até 6 anos), quando ocorre também a formação da libido e do ego, chamado de Complexo de Édipo, todos passam por isso, porém o ato de concretizar o incesto, não pode ser aceito de forma alguma.

No caso de John Lennon, o Complexo de Édipo não foi eliminado durante a infância, então é de esperar que ele continuo a atuar nas idades posteriores e se manifestou sob a forma de vários sintomas durante a vida adulta. Quando isso ocorre, o rapaz pode se tornar homossexual ou buscar nas futuras parceiras amorosas a figura da mãe, ocasionando problemas emocionais e de relacionamento.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney
John Lennon com seus tios, Mary e George Smith

A relação com sua tia Mary Lennon ou “Mimi” foi amorosa e rígida ao mesmo tempo. Depois com a fama, John Lennon chegou a comprar uma casa para a tia “Mimi” no litoral da Inglaterra, e pendurou uma placa com a frase que ela costumava dizer a ele: “Música pode ser um excelente hobby, mas você nunca vai ganhar dinheiro com isso”.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Com 15 anos de idade, ele era considerado um aluno rebelde, que não seguia regras e sofria castigos frequentes na escola Quarry Bank High School. Na canção Getting Better dos Beatles, contém a frase “Eu ficava bravo na escola, meus professores não eram legais”. Durante sua adolescência, John vivenciou um dos piores momentos de sua vida, ele perdeu sua mãe mais uma vez, quando havia retornado o contato com ela, Julia Lennon foi atropelada por um policial bêbado quando John tinha 17 anos.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney
Foi fácil identificar John Lennon.

Eu a perdi duas vezes… uma, aos cinco anos, quando fui morar com minha tia… e quando restabelecia a relação com ela. Foi uma época difícil para mim. E isso me deixou muito amargurado. Minha agressividade na juventude era muito grande. Foi traumático para mim.

John Lennon

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney
The Quarry Men

Em 1955, John montou uma banda chamada The Quarry Men e dois anos depois Paul McCartney uniu-se ao grupo. A dupla formada por John e Paul era perfeita para escrever canções e daria origem aos Beatles. Paul McCartney e John Lennon se conheceram na adolescência. Na época com 15 e 17 anos, respectivamente, eles brigavam como irmãos e protagonizavam cenas de rivalidade e ciúme, mas nunca deixaram de ser amigos.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Sabendo brevemente que a infância e adolescência do garoto de Liverpool não foi nada fácil, a experiência de abandono vai perseguir John Lennon, ele irá lutar contra isso até seus últimos dias, carregando a angústia gerada pelo desamparo, ele vai buscar sempre ser amado, mesmo sem saber amar, essa busca será feita principalmente em relação às figuras femininas em sua vida, que tiveram um papel relevante na construção de sua personalidade. Gostaria que você prestasse atenção na seguinte teoria psicanalítica…

Segundo a psicanálise de Freud, para lidar com o sofrimento utilizamos algumas estratégias. O sofrimento é representado pela angústia que acontece quando os nossos desejos não são satisfeitos, sendo assim, é comum alguns indivíduos recorrerem a alternativas, como: isolamento voluntário; submissão às normas; uso de substâncias tóxicas; tentativa de controlar a vida instintiva como defesas e sintomas; delírio ou cultivo da ilusão (tornar-se louco), amar e ser amado e a sublimação via trabalho.

Ao terminar de ler toda a biografia de John Lennon, vamos observar algumas dessas estratégias utilizadas por ele, a mais importante foi o seu processo criativo através das músicas, suas letras foram reveladoras, pelo mecanismo de sublimação, ele expôs seus sentimentos, conhecimentos, vontades, ideias, criatividade e imaginação, transparecendo sua interpretação sobre a vida, se inserindo culturalmente na sociedade e tornando-se a figura mais emblemática de todos os tempos.

JOHN E CYNTHIA

Nos tempos de escola, John Lennon conheceu Cynthia Powell, eles se casaram no ano de 1962, mas como o músico estava no início da carreira, ele negava ser casado para não distanciar as fãs. No auge do sucesso dos Beatles, dia 8 de abril de 1963, nasceu seu primeiro filho, Julian Lennon. Ocupado pelas turnês, apresentações e gravações, não foi nenhuma novidade que John Lennon também se tornaria um pai ausente, assim como o seu pai foi. Enquanto ele se distanciava de Julian, milhões de fãs de todas as idades do mundo, piravam e criaram a “beatlemania”, uma simples e breve aparição do grupo produzia gritos histéricos, desmaios, cartas arremessadas e muito choro.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney
Cynthia, Julian e John

Seus relacionamentos com figuras femininas foram marcados por ambivalências (amor, ódio), idealizações e infidelidades por parte de John. Quando Cynthia descobriu a traição, ela pediu o divórcio, alegando infidelidade, depois disso o John se afastou ainda do filho Julian, e assumiu então o relacionamento com Yoko, que não foi aceita pelos fãs do ídolo. O divórcio do casal ocasionou várias mudanças que não afetaram somente John e sua família, mas, também os Beatles, como veremos mais a frente e também na parte 2 da biografia.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

A canção Help, mostra o estresse no qual vivia o músico, e a pressão externa que experimentava diante de uma série de acontecimentos que iam mais rápido do que ele podia processar. John Lennon pedia ajuda aos gritos, falando abertamente sobre sua insegurança, depressão e necessidade de que alguém lhe ajudasse para ter os pés no chão.

Socorro! Eu preciso de alguém
Socorro! Não de qualquer pessoa
Socorro! Você sabe que eu preciso de alguém
Socorro!

Quando eu era jovem, muito mais jovem do que hoje
Eu nunca precisei da ajuda de ninguém para nada
Mas agora esses dias se foram
E eu não estou tão seguro de mim mesmo
Agora eu decidi mudar meus pensamentos
E abri as portas

Ajude-me se você puder, estou me sentindo desanimado
Eu gostaria de ter você por perto
Ajude-me a colocar meus pés de volta ao chão
Você não vai, por favor, por favor, me ajudar?

Agora minha vida mudou de muitas maneiras
Minha independência parece desaparecer na neblina
E cada vez que isso acontece, eu me sinto muito inseguro
Só sei que eu preciso de você
Como eu nunca tinha feito antes

DECLARAÇÃO POLÊMICA

Sua personalidade tinha traços marcantes, como o seu espírito de liderança, a rebeldia e o inconformismo. Desde os tempos de escola, John Lennon assumiu uma postura crítica e desafiadora, ele era muito livre em suas declarações, não temia a repercussão delas e certa vez ele causou um verdadeiro alvoroço, a polêmica foi gerada ao declarar para um jornalista de forma espontânea que ele se considerava uma figura mais conhecida que Jesus Cristo. Após esse episódio, muitos problemas começaram a envolver os Beatles, principalmente, John que recebeu duras críticas, além de fogueiras nas praças com os discos dos Beatles arremessados, tudo parecia um festival, fora as ameaças de morte feitas pela Ku Klux Klan.

O Cristianismo vai acabar, vai diminuir e sumir. Hoje nós somos mais populares que Jesus.

John Lennon 

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Nos momentos que John gostava de provocar e desafiar a sociedade, era como se ele estivesse revidando os traumas da infância, a revolta pelo abandono e ausência de afeto que sofreu. Suas atitudes estavam associadas ao seu inconsciente, remetendo o que ele vivenciou de negativo no passado e não conseguia se desligar.

Cristo você sabe que não é fácil, você sabe como pode ser difícil. Do jeito que as coisas estão indo, vão é me crucificar.

Trecho da canção “The Ballad of John and Yoko” dos Beatles.

A CRISE

No final da década de 60, a crise do Beatles se iniciou. John, Paul, George e Ringo não se satisfaziam mais com o desempenho nos shows. Os integrantes da banda estavam esgotados de tanto fanatismo e até de ameaças que recebiam.

Quando os Beatles ficavam deprimidos… achando que a banda não saía do lugar… que o negócio era ruim, que o camarim não prestava… eu dizia: “Para onde vamos, amigos?, e eles: “para o topo”. E eu, “onde fica isso?”, e eles: “no lugar mais alto”. E eu: “Certo”, e todos ficávamos mais animados. Eu era um Beatle, e pensava: “Somos a melhor banda de todas.” Acreditar nisso nos tornou o que somos… era só questão de tempo até os outros perceberem.

John Lennon

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

SgtPepper1_700
Em 1967, fotos para o álbum Sgt. Pepper’s

Depois da morte de Brian Epstein, o empresário do Beatles, ocorrida em agosto de 1967, devido a overdose pelo excesso de remédios para dormir, Brian Epstein, que era considerado “o quinto Beatle, sai de cena e entra Yoko Ono, sua presença gerava incômodoentre os integrantes e agora ela havia se tornado o mais novo quinto Beatle”, a liderança de John Lennon acaba, Paul McCartney assume mais destaque na banda e Yoko começa interferir na carreira deles. O LP “Abbey Road” foi gravado em meio a grande insatisfação.

14435506676252
Brian Epstein no centro
19340299_303
Verdade ou não, o semblante de desânimo e insatisfação estava presente

Foi nessa crise do Beatles, que John e Cynthia se divorciaram em 1968, após ela descobrir o relacionamento extraconjugal de Lennon com a artista japonesa Yoko Ono. Ao mesmo tempo, a maior banda responsável por criar uma linguagem musical única e influenciar o comportamento dos jovens, entrava em declínio. Yoko Ono não era aceita pelos fãs, porque acreditavam que ela teria sido a responsável pelo fim da participação de John dentro do Beatles. Segundo Yoko, a saída do músico apenas coincidiu com o começo do relacionamento.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

O RECOMEÇO

Ainda na crise, no ano de 1968, o Beatles viajaram para a Índia para estudar meditação transcendental com o Maharishi Mahesh Yogi, John Lennon aproveitou esse momento para se livrar do peso da fama e da perseguição dos fãs, ele não aguentava mais ser tratado como um ídolo, sem nenhuma naturalidade por qualquer pessoa a quem se dirigia. Em novembro do mesmo ano, Beatles gravaram o “Álbum Branco” e lançaram o desenho animado “Yellow Submarine“, mas Ringo Star já estava querendo abandonar a banda.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

O FIM DOS BEATLES

Poucos dias antes de 30 de janeiro de 1969, Paul McCartney rompeu com o Beatles, então eles fizeram uma apresentação pela última vez no telhado da gravadora Apple, levando à triste surpresa para todos os fãs. John Lennon declarou que nenhum deles acreditavam mais na banda, não se sentiam mais confortáveis em gravar juntos e também não havia mais a magia de antes.”Let it Be” foi o último álbum da banda. O sonho tinha acabado.

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

 

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg

Com o fim da banda, John Lennon continuou em carreira solo, com a participação de Yoko Ono. Ele lançou várias canções bem aceitas como “Plastic Ono Band” (1970), “Imagine” (1971), “Mind Games” (1973), “Walls and Bridges” (1974), “Rock ‘N’ Roll” e “Shaved Fish”(1975).

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

Eu sempre fui rebelde, mas também quero ser amado e aceito pela sociedade, e não ser um músico poeta tagarela e maluco. Porém, não posso ser o que não sou.

John Lennon

A primeira parte termina aqui. Antes de fazer essa biografia do John Lennon, fiz uma sobre o Steve Jobs, que também teve uma experiência de abandono quando criança, ambos servem como exemplo de superação, não foram pessoas certinhas e nunca quiseram ser, esse é motivo que me faz gostar deles, porque foram acima de tudo… humanos!

Eu tenho o maior medo desse negócio de ser normal.

John Lennon

Imagine John Lennon, uma biografia resumida - parte 1 - blog de psicologia Melkberg - John Lennon - banda - mae - Beatles - anos - vida - Yoko Ono - Paul McCartney

E você, qual dos Beatles mais simpatiza? Faz parte da beatlemania? Qual é a sua música preferida deles? Gostou dessa primeira parte da biografia de John Lennon? Para saber mais sobre a vida desse músico inesquecível, não esqueça de curtir, compartilhar ou comentar aqui embaixo ;)

Um comentário sobre “Imagine John Lennon, uma biografia resumida – parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s