9 Ensinamentos Em O Jardim Secreto - blog de psicologia Melkberg - O Jardim Secreto - jardim secreto - jardim - Colin - Mary - sentimentos crianças - Craven - filme

9 Ensinamentos Do Filme “O Jardim Secreto” (1993)

O filme é uma adaptação do clássico contos de fadas de Frances Hodgson Burnett, o Jardim Secreto. Mary Lennox é uma órfã enviada para viver com seu tio em sua mansão, que é cheia de segredos. Ela descobre um primo doente que ela nunca soube que tinha e um jardim abandonado, o qual está determinada a trazer de volta para a vida. 

Apesar de ser um clássico da literatura infantojuvenil, O Jardim Secreto traz ensinamentos válidos para pessoas de qualquer idade. Se você quer saber mais sobre o livro, sugiro que leia antes este post aqui. O conteúdo a seguir contém spoilers!

1. O meio exerce grande influência 

Mary e Colin eram carentes de afeto e contato humano. Quando morava na Índia, a menina vivia apenas com as aias, seus pais não lhe davam atenção e ao perdê-los, ela foi morar com seu tio Craven e o primo Colin na sombria mansão Misselthwaite. Mais uma vez, ela se sentia só. O Sr. Craven se ausentava para viajar a negócios, ele não se sentia bem ao lado do filho e da sobrinha, ambos lembravam sua falecida esposa, o filho pela semelhança física e a sobrinha por gostar da natureza. Para não evitar o sentimento de tristeza, ele acabava não dando atenção às crianças.

A carência de amor e profunda solidão dos primos os sufocavam e mal sabiam nomear aquele sentimento, eles recebiam uma educação aristocrática que os distanciava mais ainda dos prazeres simples da vida e dos afetos, então reagiam com raiva, tratando mal os empregados. A imagem do Jardim Secreto abandonado, semimorto e cercado por muros é o reflexo das crianças.

2. Sua raiva afasta as pessoas 

Mary e Colin estavam sempre dando ordens, eram antipáticos e frequentemente tinham acessos de cólera. Todos tinham medo de dizer qualquer coisa para os primos, muito menos tinham paciência para lidar com o temperamento difícil deles, por isso faziam de tudo para não desagradá-los, mas isso não significa que gostavam da presença das crianças, ao contrário, queriam distância, apenas recebiam ordens e obedeciam por serem empregados.

Não seja você pavio curto, qualquer pessoa teme e evita alguém que explode ou se irrita facilmente, controle sua raiva e não a transfira para os outros, pois senão estará cada vez mais isolado e perdido pela impulsividade de suas emoções.

3. Poucos dirão a verdade na sua cara

Mary foi a única que teve a coragem de encarar Colin e dizer o que pensava sobre ele, mesmo sabendo que não iria nem um pouco agradá-lo. O médico de Colin e todos empregados da casa sempre reforçavam que o menino ficaria corcunda e morreria jovem, que era um doente e qualquer coisa poderia matá-lo. Mary não só disse ao primo que não havia nada de errado com sua saúde física como encorajou ele à sair do quarto, conhecer o jardim secreto, as plantas e os animais, o que fez Colin ter momentos de prazer e esquecer seus males ao se distanciar daquela atmosfera pesada de médicos e doença.

4. Seus males podem ser irreais

Colin era hipocondríaco. Mary teve um papel importante de mostrar ao primo que ele não era doente, desafiando o pessimismo dele e dos cuidadores que reforçavam o medo de ficar aleijado e morrer jovem. O Jardim Secreto nos ensina que nossos males podem ser irreais e se acreditarmos neles podemos jurar que até mesmo o ar fresco que sopra pelos ventos serão um veneno para nosso sangue ou que as rosas transmitem gripe como Colin acreditava, desencadeando reações histéricas ou mesmo sintomas físicos devido ao medo acumulado e a falsa crença.

5. Iniciativa abre possibilidades 

O jardim foi trancado após a morte da esposa do Sr. Craven. O tio de Mary era um homem muito fechado e sua aparência despertava certo medo na sobrinha, além disso todos da mansão sabiam que era proibido reabrir o jardim, mas Mary o desobedeceu. Com sua determinação e coragem, ela teve a iniciativa de procurar pela chave, abrindo a porta do Jardim Secreto. Junto com Dickon, a menina trouxe vida àquele pedaço de terra entrando em profunda sintonia espiritual com o meio, ou seja, com as pessoas, plantas e animais que cercavam a mansão Misselthwaite.

6. Melhore seu humor e tenha empatia

Como um segredo uniu diferentes pessoas, selou amizades e proporcionou uma melhora na saúde tanto física como mental de todos, mas isso só aconteceu graças à empatia desenvolvida ao longo da história em cada personagem. No início do filme é nítida a falta de empatia e estranhamento entre os todos. Quando você compartilha sentimentos, conhecimentos e até segredos com alguém de confiança, ambos entram em sintonia e se colocam no lugar do outro facilmente, deixando de lado a solidão e o egoísmo.

Qualquer ser humano gosta de estar perto de pessoas agradáveis e que se importam com o outro. Colin tinha dificuldade de controlar seu humor, contagiando todos com seu nervosismo, por isso o menino passou grande parte do tempo isolado. Se você deseja ser bem tratado, transmita bons sentimentos e emoções às pessoas.

7. Não transfira seus traumas

O Sr. Craven amava muito sua esposa, quando ela morreu de forma abrupta no Jardim Secreto, ele transferiu a tristeza e não aceitação da perda ao local, por isso que tranco-o, mesmo sabendo que ela era encantada pelo jardim. Da mesma forma, transferiu todo sentimento ruim de perda para o filho Colin que tinha o rosto muito semelhante à mãe. Por não aceitar a morte da esposa, ele evitava seu filho, fazendo Colin acreditar que não era amado pelo pai e também apresentar uma raiva contida pela morte da mãe. Além disso, Sr. Craven acreditava que só porque era corcunda seu filho também seria, deixando Colin medroso.

Na vida há aqueles conseguem fazer uma nova e diferente história e há também os que não superam a mágoa, perda e assim tudo se repete pela não elaboração de nenhum dos sentimentos que o traumatizaram, semeando todo rancor naqueles que funcionam (de forma inconsciente) como um espelho do passado.

8. O contato com a natureza rejuvenesce

A partir dos trabalhos de limpeza e replantio do jardim, a esperança de dar vida nova àquela terra, gera então pensamentos positivos que iluminam a mente das crianças, proporcionando não só uma melhora da saúde mental como também física, o corpo das crianças começa a funcionar melhor. Mary volta a ter apetite, seu rosto fica corado, ela deixa de se sentir fraca e a moleza é substituída pela ótima disposição. O mesmo acontece com Colin que passa até a andar novamente de tão fraco que estava. A jardinagem e os passeios pelas charnecas trouxeram vitalidade aos primos. Desfrute o paraíso mais perto de você, a natureza é um previlégio disponível para restabelecer a sua saúde mental.

9. Pensamentos positivos atraem coisas boas

A sua saúde física (e aparência) é produto de sua mente, de sua alma. Doenças podem estar relacionadas com pensamentos ruins e sentimentos recalcados. Exercite cultivar pensamentos positivos e fortalecer sentimentos bons, dilua o egoísmo, as mágoas e melhore a autoestima. Os muros do jardim secreto funcionaram como uma proteção inicial para a sensibilidade das crianças, ajudando-as a desfazerem seus traumas através da jardinagem, para depois se exporem ao mundo e restabelecer o contato com as pessoas. As barreiras emocionais desabam dando lugar a gentileza, amenizando assim barreiras sociais e melhorando os relacionamentos interpessoais.

Sua infância também foi marcada por esse filme? Você gostou do post? Então, não deixe de comentar, curtir ou compartilhar para apoiar meu trabalho =^•^=

 

Um comentário em “9 Ensinamentos Do Filme “O Jardim Secreto” (1993)”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s