Experimento de Stanley Milgram: choques, autoridade e obediência

Um dos experimentos mais famosos da psicologia social, ”Behavioural Study of obedience” foi publicado em 1963 pelo professor de psicologia da Universidade de Yale, Stanley Milgram. Em 1961, ele realizou uma experiência que deu muito o que falar.

A partir de um anúncio no jornal, os participantes foram recrutados. Quarenta homens de diversas profissões ganharam 4,50 dólares, eles teriam o valor garantido, independente do que ocorresse durante a experiência. Dentro de um laboratório, um ator apelidado como Sr.Wallace, foi conectado por fios em uma cadeira elétrica, ele fingia ser um voluntário.

Experimento de Stanley Milgram: choques, autoridade e obediência - Blog de Psicologia Melkberg - participantes - choques - Stanley Milgram - professor - autoridade - resultados
Stanley Milgram e o gerador de eletrochoque falso

No laboratório continha um gerador de eletrochoque falso, que possuía trinta interruptores de aumento da voltagem, nesses interruptores haviam rótulos que começavam com “choque leve”, “choque de extrema intensidade”, “perigo: choque grave” e por último, apenas “XXX”.

O papel de experimentador foi interpretado por um professor de biologia que se identificava aos participantes como Jack Williams, ele usava um jaleco cinza e mantinha um ar austero para causar a impressão de autoridade. Jack Williams informava aos participantes que o estudo tinha como objetivo investigar os efeitos do castigo na aprendizagem.

Sr. Wallace (ator), que fingia ser voluntário era o “aprendiz” e teria que responder as perguntas feitas pelos participantes que seriam os “professores”, a cada resposta incorreta, era pedido que os participantes dessem o choque no aprendiz, Sr. Wallace. Porém, a cada resposta incorreta, os participantes também teriam que aumentar 15volts.

Experimento de Stanley Milgram: choques, autoridade e obediência - Blog de Psicologia Melkberg - participantes - choques - Stanley Milgram - professor - autoridade - resultados
Participante “professor” e Sr. Wallace (ator) “aprendiz”

O ator sempre reagia aos “choques” com gritos e pedidos que parecem, mas isso não fez os participantes desistirem e os resultados foram surpreendentes. Os psiquiatras haviam previsto que apenas 5% aplicaria choques de até 300 volts e na verdade todos os participantes chegaram a esse nível.

65% dos voluntários prosseguiram até os choques de 450 volts “letais”. Quando os voluntários hesitavam, o “experimentador” (papel de autoridade) dizia para eles continuarem e eles o obedeciam. 35% dos participantes aplicaram choques de 300 a 375 volts e após isso, se recusaram a prosseguir, deixando o laboratório sem ajudar a vítima e muito menos denunciar o que estava acontecendo no experimento.

Anos depois os estudos foram refeitos e a taxa de 65%, infelizmente se manteve.

O experimento de Stanley Milgram recebeu críticas, devido ao pagamento feito na participação da pesquisa, supondo que isso pudesse ter influenciado nos resultados, aumentando o senso de obrigação no momento da aplicação dos choques. A partir disso, passou-se a considerar mais os limites éticos da experimentação psicológica.

A EXPLICAÇÃO DOS RESULTADOS

Pessoas inofensivas podem cometer atos cruéis e causar danos profundos aos outros, se receber ordens de uma autoridade. Isso acontece, porque nós somos socializados desde muito cedo para sermos obedientes aos nossos pais e professores (figuras de autoridade), sentimos obrigados a acatar ordens, mesmo quando as ordens entram em conflito com nossos valores morais.

A obediência é um dos elementos mais básicos da estrutura da vida social.

Milgram

Experimento de Stanley Milgram: choques, autoridade e obediência - blog de psicologia Melkberg - autoridade - choques - participantes - professor - resultados - Stanley Milgram
Criança instruída a demonstrar carinho pelo maior e cruel ditador da história

Durante a guerra, um soldado não questiona se é bom ou não bombardear uma aldeia.

Milgram

Experimento de Stanley Milgram: choques, autoridade e obediência - blog de psicologia Melkberg - autoridade - choques - participantes - professor - resultados - Stanley Milgram
Civis fazendo saudação nazista (sinal de lealdade a Hitler)

Stanley Milgram relacionou os resultados com a Segunda Guerra Mundial, concluindo que qualquer um de nós, se estivesse no contexto do nazismo, obedeceria as ordens dos nazistas e poderia realizar as mesmas crueldades, mesmo sabendo que seria incorreto agir assim. Desse modo, que foram colocadas em prática as políticas desumanas dos campos de concentração.

Experimento de Stanley Milgram: choques, autoridade e obediência - blog de psicologia Melkberg - autoridade - choques - participantes - professor - resultados - Stanley Milgram
Crianças atrás de uma cerca do arame farpado no campo de concentração nazista em Auschwitz

De acordo com a TEORIA DO CONFORMISMO SOCIAL, quem se rebaixa ou não tem conhecimento para tomar um decisão, espelha-se no grupo para definir seu comportamento. A conformidade pode limitar e distorcer a resposta do indivíduo à situação, resultando numa dispersão da responsabilidade.

VEJA…

TRECHO DO EXPERIMENTO

CENA DO FILME SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS (um dos meus preferidos) com a bela atuação de Robin Williams no papel do Professor John Keating.

Gostou do post? :) Então, deixe seu like e comentário para ver mais conteúdos assim no Melkberg 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s