Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão

No Paquistão, mais de mil mulheres são mortas todos os anos por causar desonra às suas famílias. Na província de Punjab, o drama de uma jovem de 18 anos chamada Saba ganhou visibilidade e denunciou a crise dos direitos humanos e a cultura patriarcal no seu país, através do documentário ganhador do Oscar “Uma Garota no Rio: O Preço do Perdão” (2015) dirigido por Sharmeen Obaid-Chinoy. Tudo começou depois que a paquistanesa resolveu se casar com seu namorado Qaiser de 21 anos, a partir daí uma série de eventos desumanos ocorrem, o que torna impossível não sentir indignação com essa lamentável realidade ocorrendo todos os dias.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Mais do que um crime de honra considero que Saba sofreu uma tentativa de feminicídio, pois se ela fosse um filho homem, isso não teria ocorrido. A decisão de se casar somente cabia à ela resolver com quem seria, porém em seu país não funciona desse jeito e como sua vontade foi contrária a do pai (Maqsood) e do tio (Muhammad), uma onda de ira e revolta se estabeleceu. Eles se sentiram desonrados e Saba fugiu para realizar seu desejo, enquanto isso Muhammad encorajava o irmão a matar sua sobrinha, assim eles atiraram na direção da cabeça dela, espancaram e colocaram o corpo de Saba dentro de um saco plástico na beira de um rio.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Ferida, Saba desperta e sobrevive por um milagre, ela procurou ajuda e mesmo sendo a vítima, teve medo de pedir socorro e matarem ela ao descobrirem o motivo da tentativa de feminicídio, afinal a maioria das pessoas no Paquistão pensam como sua família e logo dariam razão a eles.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra
“Depois que eu me casei, eu nem sequer passei um dia com meu marido”

Sem ter como fugir dessa situação, Saba se esconde por um tempo e carrega o trauma visivelmente visto pela cicatriz em seu rosto. Hospedada na casa da família de Qaiser, ela toma coragem e denuncia seus parentes. Nesse momento, eu pensei como deve ser difícil alguém conviver com um sentimento tão ruim de ameaça vindo de sua própria familía, tendo sua integridade física sendo colocada todo o tempo em risco por pessoas que deveriam protegê-la desse tipo de crueldade.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra
Qaiser e Saba

Não só o Paquistão, mas também em muitos países, as pessoas sempre consideraram o casamento uma união de interesses e, como Qaiser era um rapaz humilde jamais seria aceito pela família de Saba. Depois que Maqsood e Muhammad são presos, como se não bastasse ser odiada por eles, toda a família também passa a odiá-la como culpada de tudo o que está acontecendo, além disso os únicos que sustentam a família estavam cadeia. Vamos então aos argumentos da família de Saba…

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Aqsa (irmã) declarou que a família apenas fez isso para preservar a honra depois da traição de Saba, pois o fato dela ter se casado em segredo foi uma atitude intolerável e não deveria ser aceita por ninguém, também explicou que após Saba ter tomado essa decisão, fez com que a família que antes era temida e respeitada por todos da comunidade, agora fosse insultada, trazendo vergonha e deixando eles isolados.

Maqsooda (mãe) não apoia a filha e deu razão ao marido, justificando que a violência sofrida por Saba foi pela honra de Maqsood (pai de Saba), pois nenhuma mulher pode manchar o nome da família e desrespeitar seus pais, e mesmo que fosse sua irmã, o mesmo aconteceria, porque elas devem saber se casar do jeito certo. Maqsooda deseja morrer de tanta vergonha que sente por ser mãe de Saba.

Maqsood (pai) explicou que foi obrigado a tentar matar a filha por sua honra e orgulho, porque se ele a alimentou, então ela deveria fazer tudo como ele manda. Para ele, Qaiser (namorado de Saba) que destruiu sua família. Falou também que Maqsooda (mãe de Saba) estava ciente que ele iria matar a filha, somente porque ele queria e nada mais, afinal ele é o marido e ela é só sua esposa.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra
Saba e Maqsooda (mãe)

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Eles sempre destacam que o Alcorão e o Islã não permitem comportamentos como de Saba, eliminando a culpa e suas responsabilidades. O pai e o tio pedem o perdão de Saba, não porque eles se sentem culpados, na verdade o pedido de perdão é para que a justiça local absolvesse os acusados, é a lei do perdão, ou seja, se Saba perdoar, eles estão livres imediatamente, por isso que ocorrem tantos crimes de honra e em família.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra
Saba na casa da família de Qaiser

Saba foi firme e não concedeu o perdão, mas ela não consegue a paz e também é atormentada pelos anciões do bairro do namorado Qaiser. Os anciões coagem ela à perdoar, pois não querem inimigos no bairro. Mostrando novamente a impunidade dos crimes e descaso com as mulheres do Paquistão. Essas mulheres são espancadas, estupradas, atacadas com ácido em seus rostos e assassinadas, depois tudo se justifica usando valores culturais ou religiosos.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra
Mulheres do Paquistão

Os paquistaneses só tocam na palavra “RESPEITO”, porém ninguém respeita Saba, a noção de respeito deles só vale para os homens e isso se reflete em tudo, por exemplo, na casa do sogro de Saba, quem ganha mais é o irmão mais velho de Qaiser, então Saba é obrigada a perdoar seus familiares, porque o cunhado é quem manda e ele quer fazer como os anciões estão pedindo, pois pode precisar deles. Para todos, se Saba não fizer o acordo para a absolvição do caso, nenhum deles irá se beneficiar, desconsiderando mais uma vez a vida de Saba. Para fazer com que ela aceita a vontade de todos, eles se justificam pelo Alcorão dizendo que nada de ruim vai acontecer com ela de novo, pois será protegida por Deus.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

O advogado de Saba orienta ela a dizer a seguinte frase: “Quero perdoá-los. Antes eu estava irritada.” Percebe como eles diminuem a mulher e como eles encaram o feminicídio? A política e a justiça só reforçam a cultura patriarcal e o feminicídio com essa falta de responsabilidade, por isso que crimes de honra se espalhem livremente. O Código Penal do Paquistão estipula uma pena mínima de 10 anos, mas com essa “lei do perdão” tudo cai em esquecimento. Isso significa que quando um pai mata sua filha, sua esposa pode perdoá-lo, e quando um irmão mata sua irmã, seus pais podem perdoá-lo, assim o assassino está solto e a vítima se sente presa.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Depois do perdão, a família de Saba voltou a falar com ela e o mais absurdo é que Maqsood (pai) disse que perdoa a filha, porque depois de tudo, ele voltou a ser respeitado e mais temido por todos da comunidade. Ele agora se sente honrado e percebe que fez a escolha certa em tentar matar a filha, pois agora nenhum descendente fará o mesmo que Saba e caso resolvam fazer, Deus irá saber o destino deles. Desse modo, fica nítido que Maqsood se considera o mais próximo que Deus, porque na mente dele ambos são figuras masculinas que reinam, então é a lei dos homens, é a lei de Deus.

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra

Por fim, completamente desanimada, Saba coloca a esperança de um mundo melhor numa futura gravidez, ela revela que deseja ser mãe de uma menina, para que nasça uma mulher forte e corajosa, que faça a diferença no Paquistão, saiba se defender e possa fazer suas próprias escolhas, inclusive, querer trabalhar. Idealizando uma mudança no papel das mulheres, Saba só não percebeu que ela já está contribuindo para  isso ao pensar numa direção contrária da maioria, pois o nascimento de uma menina não costuma ser idealizado na cultura patriarcal, pois carrega um grande peso de decepção, então Saba prefere que esse peso seja transformador.

Eu espero que este filme e esta mensagem ampliem a consciência sobre essa crise e promovam uma mudança para as mulheres.

Sharmeen Obaid-Chinoy (diretora do documentário) 

Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão - blog de psicologia Melkberg - Saba - Uma garota no rio: o preço do perdão - feminicídio - Paquistão - documentário - família - perdão - mulher - crime de honra
Sharmeen Obaid-Chinoy

TRAILER UMA GAROTA NO RIO: O PREÇO DO PERDÃO

O documentário Uma Garota No Rio: O Preço Do Perdão está disponível na HBO GO! Se você se interessou no documentário e gostou do post, não esquece de deixar seu like, compartilhar e comentar para apoiar meu trabalho ;)

5 comentários sobre “Uma garota no rio: o preço do perdão | Feminicídio no Paquistão

  1. O Paquistão é um país bastante problemático. Há conflitos com Afeganistão, Índia e China. Seja por questões de território ou religião.
    Eu tenho um colega paquistanês.
    A mulher tem pouco valor nesta sociedade.
    O Brasil tb tem se tornado um país fundamentalista, sob domínio dos novos protestantes, vamos assim dizer. Muitos tabus estão vindo à tona. Um governo deve ser laico.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isso que me assusta, porque acredito que a religião nunca deve se misturar com a política, o nosso país é laico apenas no papel, temos uma constituição para nos proteger, porém ela não é seguida em vários aspectos e isso desrespeita todos nós brasileiros e nos traz muita insegurança. Adorei seu comentário 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s