Irène Frachon | 150 miligramas

Coragem e persistência são palavras que descrevem a médica francesa pneumologista, Irène Frachon. Você conhece ela? Eu não conhecia e por isso sugiro que continue lendo esse post, você pode ter um exemplo de inspiração, que até então nunca ouviu falar.

Sabe aquelas pessoas que se sentem realizadas em sua profissão? Irène Frachon é assim, muito atenciosa com seus pacientes, um dia ela chega a conclusão após muitos casos de falecimento, que um remédio muito usado, podia ser a causa. Porém, havia uma barreira já declarada mesmo antes da luta, a indústria farmacêutica.

Para seus pacientes, ela era uma figura de extrema importância, mas diante da indústria farmacêutica, Irène Frachon era uma figura muito pequena que não configurava nenhum risco frente ao grande capital que ela pretendia atacar.

A princípio, Irène temeu a responsabilidade que teria que assumir pelo seus atos, mas isso não fez com que ela desistisse de enfrentar um dos maiores laboratórios responsável pela produção do medicamento, chamado “Mediator”. Esse medicamento estava sendo comercializado há mais de 30 anos e era usado para emagrecer, porém estava causando uma série de problemas na válvula cardíaca daqueles que o consumiam.

Os grandes laboratórios são protegidos por vários poderes como a Vigilância Sanitária, a Justiça e o Ministério da Saúde, ou seja, a partir disso você já pode ter uma ideia do quanto foi difícil entrar nessa batalha.

Irène Frachon | 150 miligramas - blog de psicologia Melkberg - Irène Frachon - mediator - inspiração - medicamento - médica

Movida pela empatia, a médica Irène não aguentava mais ser cúmplice de tantas mortes, após perceber essa associação entre o medicamento Mediator e a causa dos falecimentos, nada mais conseguiu deixar ela em paz. Sabendo que o medicamento era inútil diante do risco de morte, Iréne estava determinada a dar um basta nisso.

Baseado em fatos reais, o filme 150 miligramas mostra toda a trajetória dessa médica pneumologista para questionar os direitos comerciais e tratar dos verdadeiros direitos de vida, de humanos que estavam sendo utilizados como cobaias, sem ao menos saberem do risco que levavam.

Dra. Irène Frachon não era nenhuma narcisista ou pequeno soldadinho que ninguém se importava, como os representantes do laboratório do Mediator a chamavam. Ela tinha certeza dos riscos que assumia enquanto enfrentava uma empresa blindada de qualquer tipo de processo, ela não tinha proteção nenhuma por trás e ainda teve que agir sozinha, pois os que estavam ao seu lado no começo da batalha, fugiram pelo medo das consequências.

le-film-sur-irene-frachon-tourne-brest-mi-novembre

Felizmente, ainda existiam pessoas que compartilhavam os mesmos ideias e a ajudaram, por exemplo, com a divulgação de seu livro, para que não ocorressem mais finais trágicos aos usuários do Mediator. Portanto, ela não queria obter fama, por mais que tenha conseguido, esse não era o seu objetivo. A fama foi o reconhecimento da sua luta.

Utilizando algumas das expressões tão faladas de modo corriqueiro nas redes sociais, “Gentein”, “Amores” ou o que você mais recebe como chamamento, sendo sarcástica mesmo, por favor, vamos levar a sério os exemplos de inspiração que se encontram em sua maioria bem distante das mídias sociais, e promover quem merece reconhecimento e não aqueles que são só mais uma cópia do que já existe, pois no momento que você realmente precisa de inspiração, será pouco provável que consiga se beneficiar nas redes sociais.

Digo isso, pois percebo que existem muitas blogueiras famosas que soltam frases de auto ajuda, apenas para se promoverem e não porque se importam com os outros. Vamos valorizar pessoas que trabalham com assuntos mais profundos e não supérfluos. Quais são as intenções do seu modelo de inspiração? Esse modelo consegue te inspirar para fazer algo melhor em qualquer momento da sua vida? Pense nisso…

967546-prodlibe-irene-frachon

Irène Frachon é uma médica tão humana que mesmo enfrentando a grande indústria farmacêutica e sendo ao mesmo tempo, ameaçada de perder sua licença em medicina, ela não desistiu. Toda grande conquista, por trás existe um grande esforço e sacrifício de quem tem a esperança de mudar algo que incomoda e isso não pode ser chamado de ilusão ou impossível, e sim algo existente que talvez muitos não queiram enxergar, porém está ali diante de todos e se movendo numa direção maléfica que pode interferir no futuro.

Dado recado, se você ficou interessado pelo trabalho de Irène Frachon, se conhecia ou não ela, escreve aqui embaixo pra mim e compartilhem esse post para alcançar mais pessoas. Bjs!

TRAILER DO FILME SOBRE SUA HISTÓRIA  

Imagens – Google 

2 comentários sobre “Irène Frachon | 150 miligramas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s