O Conto de Lady Di

Apelidada de “Lady Di”, Diana Frances Spencer teve uma vida muito movimentada, porém curta. A princesa virou celebridade e referência de moda, beleza, elegância e humanidade. Perseguida por paparazzis, todos os passos de Diana foram acompanhados pelo mundo inteiro e até hoje rende dinheiro em notícias, revistas, livros e documentários, como o novo e polêmico, “Diana: In Her Own Words”.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Para milhões de pessoas, Diana personificava aquela ideia da princesa dos contos de fadas que nos acompanha desde a infância. Porém, ao mesmo tempo que Lady Di encantou todos, virando uma obsessão para o povo, ela também mostrou que era uma pessoa comum, ou seja, a sua realidade não era tão perfeita assim, pelo contrário. Da mesma maneira que a indústria Walt Disney manipulou os verdadeiros contos de fadas (as primeiras edições dos Contos de Grimm) que eram bem cruéis, a familia real também escondia tudo que se passava dentro do grande Palácio de Kensington.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Ter sido casada com o príncipe Charles e mãe de William e Harry, não foi o suficiente para ser dona de sua própria vida, sob os olhares de Elizabeth II, a qual se desentendia, a princesa Diana não conseguiu muito agradá-la, e logo foi instruída a seguir todos os protocolos da Rainha, porém não durou muito para ela frustar as expectativas da Família Real Britânica.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Na Terapia de Família é comum o momento em que o psicólogo se depara com histórias de membros de uma mesma família, se repetindo em gerações futuras, por vezes o Genograma desenvolvido pelo psicólogo Claudio Drews, pode ser usado. Pois, não existe somente uma relação de parentesco, mas também de padrões comportamentais, doenças físicas e psíquicas, datas e acontecimentos importantes que coincidem entre os familiares. Possivelmente, nós repetimos de forma inconsciente comportamentos dos nossos antepassados. Vamos ver se a princesa Diana tem alguma história similar a outra anterior em sua própria família?

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Descendente de aristocratas britânicos, filha de John Spencer e Frances Shand Kydd. Diana teve uma infância problemática cercada de conflitos entre seus pais, que se divorciaram quando ela tinha sete anos de idade. A separação ocorreu após tornar-se público o caso extra-conjugal de Frances (mãe de Diana) com um empresário. O casal disputou a custódia dos filhos na justiça, sendo concedida ao pai (John Spencer), que foi apoiado por um depoimento de sua sogra contra a própria filha, Frances. Muitos anos depois, foi descoberto que a mãe de Diana tinha problemas com abuso de álcool (compulsão), Frances sofreu um acidente de carro perto de sua casa em Argyll, quando perdeu o controle da direção e bateu no parapeito de uma ponte, ela foi proibida de dirigir por um ano, porque foi achada uma quantidade de álcool em seu sangue mais alta do que o limite legal.

Com a esperança de construir uma família feliz, unida e esquecer seus antigos traumas da infância, no dia 29 de julho de 1981, na Catedral de São Paulo, em Londres, acontecia o maior casamento real do século XX, sendo comparado com os contos de fadas, porém não demorou muito para tudo desmoronar. À medida que o mundo se encantava, a vida de Diana se desfazia. Aparentando um casal apaixonado, Diana vivia de forma solitária, enquanto o Príncipe Charles cumpria os deveres da família real e ficava com sua amante, Camila Parker-Bowles. Em 1992, eles deram início ao divórcio, do jeito como foi da vontade e sugerido pela Rainha Elizabeth II.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Quando saímos [da igreja], foi maravilhoso: estava toda a gente a acenar-nos e feliz, porque pensavam que nós estávamos felizes. Havia um grande ponto de interrogação na minha mente

Pensava que a mulher tinha prioridade [em relação à mãe de Carlos, a rainha Isabel II]. Que pensamento estúpido!

e3a436db6de9db295b257563b837c089
Charles e Diana

Charles teria casado com Diana, mesmo apaixonado por Camilla Parker, e sempre permitiu a presença e interferência dela em seu casamento, tanto é que Camilla e Diana chegaram a ser amigas, porém após as diversas traições, Diana e Camilla se tornaram rivais e a princesa de Gales passou também a ter relacionamentos extraconjugais, isso tudo foi acompanhado publicamente.

Convencida de que queria contar sua história, no ano de 1991, Diana relatou para o escritor Andrew Morton, que pouco antes do casamento real, o príncipe Charles colocou a mão na cintura dela e disse que a princesa estaria um pouco gorda, isso se juntou a tensão, ansiedade e angústia que ela já sentia durante os preparativos para o casamento, deixando-a fragilizada e desencadeando a Bulimia (distúrbio alimentar com ingestão compulsiva de alimentos seguido de métodos para eliminar as calorias obtidas), ou “doença secreta”, como ela mesmo chamava, passando mal cinco vezes por dia. A prova concreta disso tudo, apareceu nas medidas do seu vestido de noiva que passou de 73cm de cintura para 60cm no dia do casamento.

Eu me encolhi para um nada de fevereiro até julho. 

Tive um ataque de bulimia muito mau na noite anterior. Comi tudo o que poderia encontrar (…) Ninguém entendia o que se estava a passar. (…) Era um indicador do que viria a seguir

Estava muito magra. As pessoas comentavam que se viam os ossos. (…) Estava tão deprimida que tentei cortar os meus pulsos com lâminas de barbear.

Você tenta fazer coisas contra si mesma porque acha que não é digna ou que a sua existência não possui validade alguma. E a recorrência deste pensamento sempre segue um padrão repetitivo, altamente auto-destrutivo.

Além da Bulimia Nervosa, após o nascimento de William, surgiu a Depressão Pós-Parto, porém como ela não sabia direito o que estava acontecendo durante esse difícil período, ela acabou sofrendo sem saber o que estava passando, mais tarde ela declarou que não tinha informações, porque não conhecia ninguém que falasse sobre isso. Infelizmente, uma das importantes funções que Diana teve para o mundo, foi expor todas dificuldades que sofreu psicologicamente, para ajudar outras pessoas com os mesmos problemas.

No batizado do William [a 4 de agosto] fui completamente ignorada. Senti-me desesperada.

O nascimento de um filho deve ser um momento de felicidade, mas para Charles acabou sendo de frustração. Quando Harry nasceu, Diana ainda teve que passar por mais esse desapontamento, pois seu marido não ficou nem um pouco contente com a notícia de ser pai novamente de um menino e estava torcendo muito para ser uma menina. Como a princesa já sabia disso, o que mostra que sua gravidez não foi saudável, ela resolveu esconder dele qual seria o sexo do bebê e quando tudo foi revelado, Charles teria desencantado de vez com o casamento.

IMG_1161
Charles olhando para Harry 

Grande parte das declarações de Diana, percebe-se que foram vários momentos que o príncipe Charles não a respeitava e ignorava ela. Tudo já teria começado no dia seguinte ao casamento, quando ele deixou ela sozinha para ir pescar. Depois, ao retrucar o marido pela retomada com Camilla, ele disse que nunca seria o único príncipe de Gales a não ter uma amante. Mas, esse não foi o único motivo que fez ela ter um crise de choro, durante o enterro do pai de Diana, Charles compareceu, chegando atrasado e saindo rapidamente sem ela.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Ao lado de fora do carregado ambiente do Palácio de Kensington, Diana se empenhava em sua missão de ajudar e apoiar os mais necessitados, sendo madrinha de mais de cem instituições sociais e organizações de caridade, ajudando especialmente campanhas contra minas terrestres e combate à AIDS. Foi presidente dos hospitais Great Ormond Street e Royal Marsden Hospital, localizados em Londres, ambos especializados no tratamento contra o câncer. Por seus trabalhos filantrópicos, Diana recebeu diversos prêmios, entre eles, o Nobel da Paz.

A nossa mãe sempre foi uma criança. Ela gostava muito de rir e de se divertir. Adorava os postais mais indelicados que se possam imaginar. Ela era muito alegre e adorava os momentos de travessuras, mas sempre entendeu que havia uma vida real para lá dos muros do Palácio

William

993c06467cd98cc4df4883744ec6c805
A família real costumava dizer que todos tinham que ser atenciosos com eles. Mas Diana disse: ‘Se alguém está ansioso com você ou você está falando com uma criança muito nova ou com uma pessoa doente, mantenha-se a seu nível’.

Diana de Gales, ousou ser ela mesma, escolheu sozinha os nomes dos filhos, contrariando a vontade do Príncipe Charles; deixava seus filhos viverem como garotos comuns, se vestindo com jeans, indo ao McDonald’s, pegando filas, usando transporte público e estudando em escola pública; falava abertamente sobre seus problemas psicológicos; usou a gargantilha de esmeraldas dada pela Rainha Elizabeth como uma tiara; e foi a primeira princesa a escrever seus próprios votos de casamento, escolhendo abandonar a tradição de dizer, durante os votos matrimoniais, que iria “obedecer” ao marido

949ef794ad9714e28f324d67e8678c95
Harry, Diana e William

O que Diana mais temia em relação ao seu divórcio era o afastamento dos seus filhos, infelizmente durante uma entrevista, Harry disse que depois da separação, ele e seu irmão não conseguiam passar o tempo suficiente com seus pais, apesar de terem ficado com Charles. E durante uma viagem de férias em que William e Harry faziam, o pior aconteceu. Diana já estava há um mês sem vê-los, e no dia do reencontro deles, ela faleceu. William disse que até pouco tempo estava fazendo terapia e não consegue esquecer do último telefonema que falou com sua mãe, pois foi rápido demais, mal conversaram.

Não há um único dia em que William e eu não desejemos que ela estivesse viva. Nós nos questionamos que tipo de mãe seria agora, que papel público ela teria.

Príncipe Harry

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

O trágico acidente automobilístico acabou com a vida da Princesa de Gales. Tentando fugir da imprensa, o motorista dela dirigia em alta velocidade quando o veículo bateu fortemente contra um pilar em um túnel em Paris, no ano de 1997. Embora, a morte tenha sido anunciada como um acidente. Especialistas garantem que nada pode ser comprovado, uma vez que, eliminaram todas as provas e deixaram de explicar vários fatos que poderiam ter sido levados em conta na investigação, como: um carro branco misterioso que estava no túnel no mesmo momento; o prejuízo que a princesa fazia a monarquia perder milhões em dinheiro, pois não seguia a política deles; seu antigo amante que morreu num acidente sob circunstâncias estranhas e que segundo ela, a realeza teria mandado matá-lo. Ou seja, para os detetives nada impede que Diana tenha sido, na verdade, assassinada e tudo foi armado de maneira que parecesse um acidente.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Diana usou a imprensa a seu favor muitas vezes como uma forma de se vingar por todo o mal que passou, porém infelizmente, no momento em que ainda estava viva no carro e ferida, os paparazzis ao invés de ajudá-la, aproveitaram e disparam flashes em sua direção até ela agonizar. Assim, como o conto da Cinderela que tinha seus amigos ratos com quem falava, será que a princesa Diana ficou perdida e não soube lidar com tanta sujeira vinda dos ratos pobres e nobres? O fato é que o brilho de sua imagem incomodava muitos que queriam aparecer mais que ela, e para outros, sua imagem era certeza de muito lucro.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Hoje, o corpo de Diana descansa em paz longe de tudo e também da família real, numa ilha que fica no meio do Oval Lake nas Terras da Althorp Park, casa de sua família. No início, era para ela ser enterrada no jazigo da família Spencer, em uma igreja, mas o plano foi alterado para um local mais privado. Durante o funeral, seu irmão, Conde Spencer disse:

Acima de tudo, nós agradecemos pela vida de uma mulher que tenho muito orgulho em poder chamar de minha irmã – a única, a complexa, a extraordinária a insubstituível Diana, cuja beleza, interna e externa, jamais se extinguirá de nossas mentes.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

Quantas lágrimas é possível esconder atrás de um sorriso? Acredito que a “Princesa do Povo” ainda é lembrada por todos e deixou sua marca, por ser uma mulher que apesar de toda pressão que sofria em parecer sempre perfeita, depois de tanto sofrimento, ela percebeu que ter um grande papel dentro da sociedade, fazia dela um espelho para todas mulheres. Cansada do silêncio, um dia Diana despertou e refletiu todo sofrimento que sentia em muitas revelações que ainda hoje repercutem, e mostrou que ela não era perfeita como o mundo imaginava. Sem temer as críticas, ela mostrou que o castelo é pura fantasia e fazer parte da monarquia, não impediu que ela tivesse seus desgostos e mesmo tendo seus sonhos e junto suas decepções, ela foi autêntica do começo ao fim.

O conto de Lady Di - Princesa diana - genograma - diana de gales

O post ficou longo, foi quase impossível resumir toda a problemática em poucas palavras. E vocês, o que acham de Diana? Se lembram dela? Qual a opinião de vocês? Quero saber… ;)

 

Sugestão de Filme 

 

Imagens – Pinterest

2 comentários sobre “O Conto de Lady Di

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s